#10 Antes de matá-lo, mulher fez marido se demitir


Antes de mata-lo, mulher fez marido se demitir

Konnichiwa Minna

Hoje trago a mais um caso tensu mais por um motivo sabe não lá aqueles ;p um bem idiota mas d booa e nossa como pode as pessoas conseguirem fazer coisas do genero sabe para obter coisas que não valem a pena ter após acabar a vida de uma pessoa e tipo gosto de ter conhecidmento sobre casos assim que é o modo que a sociedade age né  bem não tenho muito a dizer então aproveitem o post se bem que não é algo assim legal mais é bom saber das coisas que ocorrem né ;p há quase me esqueço créditos para ipcdigital

Antes de matá-lo, mulher fez marido se demitir

Crime aconteceu em 2005 e agora polícia acredita que a esposa queria dinheiro da aposentadoria

Chugoku , Hiroshima – Mainichi Shimbun

  Segundo a polícia, uma mulher acusada de matar seu marido depois de drogá-lo com pílulas para dormir e botar fogo na cafeteria em que ele estava, também é suspeita de forçá-lo a se demitir.

Yoshikazu Tsuji tinha 50 anos e foi morto em dezembro de 2005. Porém, só agora a polícia descobriu que sua mulher, Fumie (48), pode tê-lo forçado a se demitir para que ela ficasse com o bônus depois de matá-lo. A mulher já é acusada de ter matado Tsuji numa tentativa de receber o dinheiro do seguro de vida.

Os investigadores disseram que no dia 28 de dezembro de 2005, quando o incêndio matou Tsuji, o homem havia apresentado sua carta de demissão à empresa em que trabalhou por 20 anos, e disse “minha esposa escreveu isso”.

No mesmo dia, ele participou da festa de fim de ano da empresa. Tsuji saiu de lá às 20h, antes da comemoração terminar. A polícia acredita que Fumie, que era dona de um café, o drogou com pílulas para dormir depois que ele saiu da festa e foi encontrá-la. Depois disso, a mulher botou fogo no estabelecimento e deixou seu marido lá para morrer carbonizado.

No começo de 2006, foi descoberto que Fumie visitou o trabalho de Tsuji para receber o bônus de aposentadoria, mas não recebeu o dinheiro.

No último dia 22, a polícia entregou Fumie e Manabu Nagata, um amigo de Fumie, para a promotoria pública, sob a acusação de assassinato e de incêndio criminoso.

Eai ?o que acharam ?espero que tenham gostado e me digam suas opiniões okay sore ja mata ne mina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s