#19 A vila abandonada de Akenobe


Appare!

A vila abandonada de Akenobe

Fonte Fonte Fonte Fonte

Konnichiwa Minna 

  Hoje trago a mais uma vila para vocês e hoje sobra a Vila  Akenobe,adaptada de uma visita de um dos exploradores da Mina 427, antes do lugar ser completamente demolido…Choro ,é um lugar bem legal e interessante bem de que adiante eu ficar aki tagarelando ne sigam com o post hehe ;p é claro super créditos para rusmea!!!!!!!!!
Segue adaptação:

A vila abandonada de Akenobe está em Ooya, cidade de Yabu, província de Hyougo e era a morada dos mineiros da mina de Akenobe que operava com estanhocobre, zinco tungstênio. Principalmente estanho, sendo a maior mina de extração do metal em terras nipônicas.Imagem de 1978, da vila em atividade.

A mina e sua planta tiveram suas operações iniciadas em 1868 (Era Meiji ano 1) em conjunto com a mina de Ikuno. Em 1896, a concessão da mina ficou por conta da corporação Mitsubishi (A mesma fabricante dos aviões Zero da II Guerra e de automóveis da atualidade. NDT. rusmea.com)
Em 1976 a empresa se separou da corporação Mitsubishi, e foi fundada uma empresa própria, a Akenobe Kougyou, empregando um total de 4123 pessoas (963 famílias) nesse mesmo ano, o cinema da vila foi inaugurado.

Imagem de 1978, da vila em atividade.

A mina chegou a produzir 25 mil toneladas de estanho por mês, mas o seu declínio chegou na década de 80, com a subida do Iene. Em meio a mais uma crise financeira que se abateu sobre o Japão, a mina de Akenobe findou sua produção, mesmo sendo perfeitamente explorável, às 11 horas e 20 minutos do dia 31 de janeiro de 1987.

A vila quase desmoronando, se encontra em uma ladeira.

Este foi o lugar de maior exploração de estanho do Japão.

Não sei dizer se as construções são impactantes ou amedrontadoras, devido ao seu possível desabamento que pode acontecer à qualquer momento.


Há bastante destruição, como se um tufão houvesse atingido as moradias.


Parecem um monte de escolinhas antigas de madeira, empilhadas umas sobre as outras.

Entre os grande blocos de prédios, há uma pequena construção.


Essa ‘casinha’ era a sala de manutenção dos carrinhos de mina e depósito de lâmpadas de emergência.

O maquinário foi removido das instalações mas…

…Procurando bem, se encontra muitas cápsulas do tempo.

O corrimão carcomido da passarela, lembra as ruínas de Gunkanjima(Matéria do rusmea.com)

O interior da área de processamento mineral.


A construção no penhasco está distorcida pelo tempo.

A vista a partir da área de processamento mineral.


Na parte de baixo há um corredor com lavatórios, que lembram muito os de uma escolaabandonada.


Aqui seria então uma sala de estudos?

Provavelmente não…Aqui eram feitas as reuniões dos trabalhadores.

Mas o quadro negro e a televisão antiga, lembram uma sala de aula. (Manolo! Riso For Tu assistia TV na escola?! Riso For rusmea.com)


Sobre o tanque de espessamento, há uma graciosa construção.


Acabei saindo em um amplo galpão.

Uma ‘montanha-russa’ atravessa a processadora…


…Que mais parece uma atração de um parque temático. Mas na verdade, são esteiras para transporte de materiais.


Uma longa escada na zona de processamento mineral.


Eu investiguei um pouco sobre a planta da mineradora…

…E descobri que o minério era transportado do subsolo…

…Até esta planta, onde era separado e logo após…


…Era carregado em carrinhos de mina exclusivos…


…E levado até a beneficiadora de Kamiko há 6 quilômetros daqui. 


Esse complicado sistema se devia a que nas proximidades da mina de Akenobe…


…Não havia um terreno para a construção de um galpão, que fosse propício para o beneficiamento do minério.


No passado, a separação dos minérios era feita à mão pelos trabalhadores desta planta.


No entanto, a partir do período Showa (1926 – 1989), foram empregadas máquinas para a automação do processo…

…E a mina de Akenobe, ficou responsável apenas por extrair o minério bruto e quebrá-lo em partes menores.


Esta é uma foto mostrando a planta por cima, tomada de um lugar bem alto do galpão.


Ainda mais acima, temos este andar…

…Que está mais próximo do céu.


Cheguei no topo da construção onde carrinhos de mina me aguardam.

O fosso vertical é uma das atrações para quem visita a mina.


Ao lado, restam as máquinas de guindagem.


A propósito, o fosso vertical era utilizado como um elevador para transporte de material e funcionários até as profundezas da mina.

Nesta sala, há uma cabine com os controles do operador ao lado do guindaste.

Esta máquina gigante de guindagem, com suas polias, engrenagens e cabos é simplesmente formidável.


A cabine de comandos é bastante simples e sem nada digital.


Nesta área, jazem vários carrinhos de mina abandonados.

Esta é a máquina, movida a bateria, que rebocava os carrinhos. Bastante ecológica.

Os trilhos seguiam para dentro da mina.

Um carrinho abandonado com as inscrições de “Uso exclusivo para Alesagem

Encontro uns trilhos mais estreitos, que mais parecem ser de brinquedo.


Algum tempo após esta visita, eu ouvi dizer que a vila de Akenobe foi totalmente desmantelada. 
Mas eu sinto que ela continua existindo em algum lugar…

De fato, atualmente, todas as construções foram removidas, restando apenas os alicerces da outrora vila abandonada… Choro (Não consegui descobrir se a vila foi removida por questões de segurança, ou para uma nova construção urbana, devido a contradição de algumas fontes consultadas. Riso For rusmea.com)

 
 

 

 

 

então minna ?o que acharam ?curthyram ?
vamos la comentem ;p
sore ja mata ne minna ;p
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s