#5 Hyaku Monogatari Kaidankai


2uzzdao

Konnichiwa Minna

Hoje venho com mais um post e hoje sobre hyaku monogatari kaidankai, onde se reúne com um vasto número de pessoas e contam a histórias assustadoras de terror sobre fantasmas e youkais e apagando as cem velas de lá e quando chegar na ultima…uma suposta criatura apareceria…!(já penso você já cagando de medo das histórias e escuta um barulhinho da um grito ou dá aquelas freada mano kkkkkkk seria muito engraçado) bem sigam adiante com o post ;p créditos para aoikuwan!!!

Hyaku Monogatari Kaidankai

Kitagawa_One_Hundred_Stories_of_Demons_and_Spirits

Hyaku Monogatari Kaidankai pode ser traduzido como “reunião para contar cem histórias de aparições”. Vamos por partes agora: “Hyaku” significa “cem”; “Monogatari” tem o significado de história narrada, conto falado, lenda transmitida oralmente. “Kaidan” (ou kwaidan, como antigamente era romanizado) é um gênero japonês traduzido por “histórias de fantasmas”, mas o correto seria “histórias de aparições” as quais podem envolver, ou não, fantasmas. Isso porque o kanji “kai” de “Kaidan” é o mesmo kanji de “youkai”, e, como já vimos, significa “mistério” e “aparição”. Por fim, o último “kai” significa “encontro”, “reunião”.  Agora que vocês sabem exatamente o que significa Hyaku Monogatari Kaidankai, passemos para a sua história: antigamente, na época do Japão Feudal, no período Edo (1603-1868), nas quentes noites de verão que precediam ao Obon Matsuri, era costume se encontrar com os amigos para contar kaidans, histórias de aparições sobrenaturais, envolvendo fantasmas e youkais. Para preparar o ambiente, cem lanternas de papel andou eram espalhadas pelo chão do aposento. Todas as velas eram acesas, e se iniciavam as narrativas. Ao término de cada história, uma lanterna era apagada. Assim, com o avançar da noite, as velas iam se apagando, envolvendo a sala em penumbra cada vez mais escura. Quando a última história era contada, e a última chama de vela fosse assoprada, uma criatura sobrenatural apareceria perante os presentes. kami-possession-mizuki-shigeru O relato mais antigo que se tem notícia de um Hyaku Monogatari Kaidankai está registrado no livro de contos Tonoigusa, escrito em 1660 por Ansei Ogita. Neste livro, conta-se a história de um grupo de samurais que se reuniu para realizar a brincadeira. Ao final da sessão de histórias sobrenaturais, uma mão gigante surgiu sobre eles. No entanto, o rápido bradar de uma espada revelou ser apenas a sombra de uma aranha, terminando a história com os gracejos sobre aqueles que tremeram de medo. O jogo se tornou muito popular. Vários outros livros foram escritos, contendo o nome ‘Hyaku Monogatari’, reunindo em si cem histórias sobrenaturais e lendas de várias regiões e países. E assim, ao misterioso youkai que surgiria ao final das cem histórias, foi dado o nome de Ao-andou, o youkai da Lanterna de Papel Azul.

tumblr_inline_mit25iTSHL1qz4rgp

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s