#20 Machigeriita-P e o lado sombrio dos Vocaloids


i_want_to_die_by_thaoiiees-d56teas

Konnichiwa Minna

Hoje venho com mais um post sobre o lado sombrio dos Vocaloids…. Já viram o video Dark Wood Circus?… ou melhor já buscaram pela tradução ou história por de trás de algumas músicas um tanto quanto macabras dos vocaloid?…. se não confiram a seguir! créditos para Medob!

Machigeriita-P e o lado sombrio dos Vocaloids

Dark.Woods.Circus.full.829560

Vocaloid é um software que, basicamente, sintetiza vozes. Com vozes previamente gravadas, os usuários podem criar canções, basta ter uma letra e melodia, e então pode-se alterar e aprimorar efeitos, etc. Conforme foram modificando essas vozes e criando novas músicas, foram nascendo os personagens, que são os responsáveis, em grande parte, por todo o sucesso da coisa. Na Ásia os Vocaloids fazem bastante sucesso, são lançados CDs e eles até mesmo fazem shows (hologramas, é claro).
Dark.Woods.Circus.600.812264
A maioria das pessoas que já ouviu falar de Vocaloid, ou que já ouviu as músicas, geralmente acaba conhecendo o lado mais pop e feliz, principalmente quando se fala de Hatsune Miku, uma das Vocaloids mais conhecidas. Mas nem tudo são flores…pode até ser que as canções de mais sucesso dos Vocaloids sejam alegrinhas e bem pop, mas alguns compositores escolheram ir por um lado mais sombrio, triste e, até mesmo, assustador.

Dark_Wood_Circus_by_KurohaAi

É o caso de Machigeriita-P ou, Daisuke Kuchiki, conhecido por suas composições voltadas para o horror, está ativo desde os primórdios do movimento Vocaloid e já conquistou muitos fãs. Suas músicas trazem elementos que remetem à infância e seus respectivos medos, ou até mesmo contos de fada transformados em tragédias…mas não falarei de contos de fadas, hoje vou falar de um circo.
Vocaloid.600.709359
Apresento à vocês: Dark Wood Circus!

(Da esquerda para a direita: Uma diva deformada, Uma besta azul que ama comer coisas geladas, Um com duas cabeças, suas formas são estranhas)

O vídeo mostra uma criança (no caso, a Vocaloid Meiko) e sua jornada através de um circo, descobrindo coisas nem tão divertidas assim… Ela se encontra com Hatsune Miku, a diva deformada, Kaito, a besta canibal e com os gêmeos Kagamine Rin e Len, que são agora um só, com duas cabeças. Até aí, é apenas mais uma história macabra, criação de Machigeriita-P, certo? Bem, não exatamente. É claro, que é sim uma criação de Daisuke, no entanto, há uma história real (ao menos é o que dizem…) e que torna tudo ainda mais triste e bizarro. Durante um período chamado Edo, no Japão, era comum que crianças de ruas, orfãos e até mesmo crianças que tivessem uma família, fossem raptadas e levadas para uma espécie de circo, lá elas eram mutiladas até a deformação e violentadas em frente a uma plateia, para a diversão dos espectadores. As crianças que se negassem a fazer o que era pedido, tinham ácido derramado em seus rostos, tornando todo aquele sofrimento ainda maior. A música faz referência a tudo isso, mostrando o desejo de morrer que aquelas crianças tinham e como era terrível toda aquela situação que, ainda assim, divertia algumas pessoas, além de trazer algumas mensagens ocultas, também ligadas aos acontecimentos nos circos do período Edo. Até onde tudo isso é verdade? Não podemos dizer, mas depois de saber da história que motivou a criação da música, assista aos vídeo:
Dark Wood Circus – Vocaloid   DWC é uma série de canções dividas em seis músicas:
1) Steel Cage Princess;
2) Wide Knowlegde of the late, Madness;
3) Dark Wood Circus;
4) Blue Ice Castle;
5) Red Swamp Bottom
6) Guard and Scythe.
Aqui as letras respectivamente
 Hatsune.Miku.600.833335

Steel Cage Princess

ware ta sora mieru ibara no mori kara
kono hagane no shiro tsumetai chi no nioi
dokusai ru (osameru) no ha joou reiketsu na joou
kairaku no tame ni hito o korosu joou

“omae ha watashi no mono yo, shinu made koko ni
tojikomeru no ga ii to omou wa!”
“o yame kudasai joou sama watashi o dounika
nigashi te ha kure mase n desho u ka”
“Eins Zwei Drei Vier”

joou ha watashi o tojikome ta tsumetai ori no naka ni

“ibara no beddo, bara no makura!”

mado ga nai kono heya ni watashi ha tojikome
rare ta zetsubou to issho ni

“watashi o dare ka tasuke te ha kure mase n desho u ka”
“desuga sore ha kanawa nu koto, koko kara ha de rare nai”

asahi ha noboru mie nai watashi ha zuikou (hikari) ga
itsu made mo koko de matteru mie nai kyuusai (sukui) o
watashi ha kono ori no naka de zutto zutto matteru
mie nai zuikou (hikari) sagashi te owara zu no naka de

Dark_wood_circus_steel_cage_princess_by_draconasahara-d4khsat

Princesa da Jaula de Aço

De uma floresta de espinhos, você pode ver o céu partido.
Neste castelo de aço, no cheiro de sangue gelado.
A rainha reinante é de coração frio;
Ela mata por prazer.

“Você é toda minha, até morrer aqui.
Aprisionada, que delícia!”
“Por favor, pare com isso, Sua Majestade,
Ou como será que vamos escapar?”
Um. Dois. Três. Quatro.

A Rainha me trancou em uma cela fria.

“As camas de espinhos, as almofadas de rosas!”

A sala em que eu estou trancada, não há janelas,
Apenas desespero.

“Alguém pode me salvar?”
“Não é possível. Você não pode deixar este lugar.”

Eu não posso ver o nascer do sol de manhã
Estou eternamente esperando aqui, sem avistar salvação
Eu estou esperando nessa prisão, sempre, sempre …
E eu nunca vou parar de olhar para a invisível luz do sol

Dark.Woods.Circus.full.1370470

Dark Wood Circus

Mori no ne, oku no oku ni arunda, sono saakasu.
Zachou wa, ookina me ni takai se – juu meetoru

Kyasuto wa minna yukai, katachi wa hen dakeredo
Tottemo tanoshiinda! kurai mori no saakasu!

Futatsu atama misemono*, igyou no utahime ni
Tsumetai mono taberu no, aoi kemono ga

Nozomarete umarete kita wake janai kono karada
Nande sonna me de miteiru no kao ga kusatteku

“kurushii yo kurushikute shikata ga nai” to
Kanojo wa ittanda soredemo kono saakasu wa tsuzukunda

Tanoshii yo tanoshii yo kono saakasu wa tanoshii
Kusatta mi tokeru me ni tadareta hada ga utsuru no

Shinitai yo shinitai yo koko kara dashite kudasai
“sore wa muri na koto” to, dareka ga itteita kigasuru

Dark.Woods.Circus.600.959807

O Circo do Bosque Escuro

Nas profundezas do bosque, um circo pode ser encontrado,
Junto com o seu Diretor, que tem olhos grandes e dez metros de altura.

O elenco é alegre, apesar de suas formas bizarras.
Mas como é divertido! O Circo do Bosque Escuro!

Venha ver a aberração de duas cabeças e a grotesca diva.
Assista a besta azul, que devora coisas sem compaixão.

Não é que tenhamos desejado nascer com essas formas.
Por que nos olha desse jeito? Essas faces em decomposição.

“É doloroso, tão doloroso, e não há nada que possa ser feito.”
Isso foi o que ela disse. Mesmo assim, nós ainda continuamos com esse circo.

Divertido, divertido, esse circo é tão divertido!
Você pode ver isso em nossos rostos decadentes, olhos derretidos e pele apodrecida.

Eu quero morrer, eu quero morrer, tire-me daqui, por favor!
Só que eu sinto como se me dissessem “Isso é impossível”.

dr

Blue Ice Castle

Koot ta uwan nigit ta nibuiro
Itetsuku hidarite kusuriyubi no chikai
Hidarite kubi akai
Kanojo nagare te yuku
Gui shinzoo (kokoro) toke dashi
Aizoo betsuri
Anata kie nai de okure
Yurushi ta watashi wa uta ga ware te i ta (utagawa re te i ta)
Rasen kaidan no chuushin o ochi te yuku karada ga rakka shi te koware te ku
Garasu ga ware ta ka no yoo na oto o tate
Karada ga kudake hajimeru shikai ga sebamat te yuku
Sora e to ochi te iru sekai ga sakasama ni mie te iru no da ga
Fuyuu (ochi) nagara mi ta no wa
Kanojo mizuiro no hitomi no shoojo?
Ochi ta saki wa tsumetaku katai koori no ue dat ta sora o miagere ba shiroku
Shoojo ‘sekai ga maruku utsut te iru no da’
To
Shoojo omae ga jooo ni nare
To mizuiro no hitomi no shoojo ga it ta suimen ga koori de mitasa re keisei sa re te
Watashi wa jooo ni naru itetsuku kokoro ni nat te
Koori no doresu o ki te hidari kusuriyubi no chikai o
Kiritoru!
Sawan o kiriotosu setsudan men kara haeru
Koori no hyacinth (murasaki no hana) hanabira ga ugomeki chit te iku
Koware nagara mi ta no wa haigo de hohoemu shoojo

Blue_ice_cstle

Castelo de Gelo Azul

A mão direita que segura é da cor do gelo.
O voto que está no anelar esquerdo congela.
O pescoço esquerdo está vermelho,
E o dela “irá fluir”.
O coração que você come fumega e derrete.
Amor e ódio separam-se
“mesmo depois da derrota”, você disse.
Eu fui autorizada a romper a canção (é o que ele pensa).
Depois de ser quebrado, o corpo cai no meio da escadaria.
Soou como vidro despedaçado.
O mal que existe fica difícil de ser detectado.
O mundo virou de cabeça para baixo e caiu em direção aos céus.
Flutuando (caindo), ele a viu,
Ela, a “garota dos olhos azul-claro”.
Vá em frente e olhe para o céu, que já está frio como se fosse gelo branco.
Ela “já esteve ao redor do mundo”.
E…
Ela “já se tornou uma rainha”.
Os olhos azul-claro da garota lacrimejaram e disseram que “estava sendo feito”.
Meu coração congela a rainha,
Que usa um vestido gélido e um voto em seu dedo.
“Irei cortá-lo!”
Do corte no braço esquerdo cresceram
Jacintos de gelo (flores púrpuras) cujas pétalas caem e dispersam-se.
A garota sorriu de volta com um olhar débil.

Red_Swamp_Bottom_Wallpaper_1_by_VocaloidSSWallpapers

Red Swamp Bottom

Akai numa soko
Oku ni girari to
Hae te iru no wa
Hari no sangoshoo

Koko wa hikari no sasa nai tokoro
Zainin ochiru eien no kurushimi

Kurushii! Hada ga yakeru!
Choo hikizuri tsutsu
Mie te hora: kusatta jitsuni tokeru me
miru kage no naku

Imasara, tsumi o kuyan de mo
Kako ya mirai kae rareru wake mo

“Kami yo! Koko kara dashi te kure!
Sonna kotoba kiki taku mo nai wa!”

Okashi ta tsumi o tsugunau to
Iu ga sore wa muri na koto de ari

Omae no me ni wa utsura nu ka?
Hito no itami kanashimi sae

Onore no yokuboo ni kara re
Ochi ta koko wa akai numa no soko
Hikari nado sasu wake mo naku
Tada koko de kurushimi tsuzuke

Zatsune-Miku

Fundo do Pântano Vermelho

No fundo do Pântano Vermelho…
Aqueles que deslumbram as profundezas…
Brotando estão
Os recifes de corais de agulhas.

Aqui é um lugar onde a luz não pode alcançar.
Pecadores caem aqui para eternamente sofrer.

Isso dói! Minha pele está queimando!
Meus intestinos estão sendo puxados…
Agora olhe: o fruto podre em olhos derretidos
Não deixa traços de si próprio

Agora, mesmo enquanto lamento os pecados cometidos.
As imutáveis circunstâncias passadas e futuras.

“Oh Senhor! Por favor tire-me daqui!
Não quero ouvir palavras desse tipo!”

Para lamentar os pecados que foram cometidos.
Foi solicitado, mas isso é um pedido impossível.

Não está refletido em seus olhos?
A dor e até mesmo o sofrimento da humanidade.

Você sucumbiu aos seus desejos,
E caiu aqui no fundo do Pântano Vermelho.
Coisas como luz não tem razão para estarem aqui,
Pois aqui apenas o sofrimento continuará.

Guard_and_Scythe

Guard and Scythe

Kutsuu, zange, tsumi no kaori.
Kokoro no naka, kuroku somaru.

Migite no kama, nibuku gin-iro ni hikaru.
Shitatari ochiru, akai numa ni.

Sono isshun, kubi wo haneru.
Himei nimo nita neiro ga hibiite.

Watashi no hitomi kara namida,
kuzurete ochite kama no koe ni naru…

Tsumi to batsu no yurikago, yurete, yurete kishinde yuku.
Nikushimi no uzu no naka kisama wa nani wo iu…

Aishita mono wo sabaku migite no kama uta wo utau.
Namida wo ukabe nagara, sono setsuna
Kama ga oto wo tatete…

Shizuka na uta no hana ga, saite, saite numa ni shizumu.
Hikari no sasanu tokoro, kisama wa nani wo omou…

__ss__kury_guard_and_scythe___by_kurama_chan-d310t3z

Sentinela e Foice

Dores, confissões, o cheiro dos pecados.
Meu coração é tingido de negro.

A foice em minha mão direita cintila um cinza fosco.
Uma gota cai no pântano vermelho.

No instante em que são decapitados,
um som parecido com um grito ecoa.

As lágimas que caem de meus olhos
transformam-se na voz da foice.

Um berço de crime e punição balança, balança, e solta um grito agudo.
Dentro do vórtice do ódio, o que será que você diz?

A foice em minha mão direita, que julga as coisas que amo, canta uma canção.
Enquanto minhas lágrimas escorrem,
a foice faz um som…

A flor de uma serena canção floresce, floresce, e afunda no pântano.
No lugar onde a luz não brota, o que será que você pensa?

então o que achou,???? qal sua opnião???
sore ja mata ne minna
Anúncios

2 Respostas para “#20 Machigeriita-P e o lado sombrio dos Vocaloids

  1. 😦
    Eu sempre ouvi essa música, e até mesmo gosto dela.
    Também sempre soube que existe esse tal “Circo dos Horrores” (só não sei se é uma coisa muito procurada hoje em dia), por ser uma medrosa, acho que nunca entraria em um lugar assim. x’D
    Enfim, é realmente triste e inacreditável essa situação das crianças órfãs sequestradas e realmente: a música menciona cada coisinha que você comentou no post. :/ Até mesmo a parada do ácido.
    Pow, isso é super desagradável de se imaginar. Apesar de eu ainda curtir a música, pensar no quanto essas crianças sofreram por entretenimento alheio é… Terrível! D:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s